ACESSO EXCLUSIVO.           WEBMAIL
+ Menu

Workshop em parceria com a Embrapa incentiva pesquisa da raça bovina Curraleiro Pé-Duro


O Programa de Pós-graduação em Sanidade e Produção Animal nos Trópicos - Mestrado (PPGSPAT) em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), realizou o “Workshop Germoplasma de Raças Locais como Estratégia de produção de Carne Bovina nos Trópicos”. O encontro contou com a participação de aproximadamente 35 pessoas entre pesquisadores, professores e alunos.

O Workshop teve o objetivo de divulgar informações sobre o gado Curraleiro Pé-duro, raça nativa do Brasil, adaptada aos trópicos brasileiros. “O que motivou a realização do evento foi a possibilidade de cooperação com a Embrapa e a realização de pesquisas gerando dissertações e teses no Programa de Mestrado da Uniube. Então esse estreitamento e essa cooperação permite utilizar a raça, no caso Curraleiro Pé-Duro, como sujeito/objeto de pesquisa”, explica o organizador do evento proffessor Dr. Caio Márcio Gonçalves.

O agricultor e pecuarista, Moisés Silva Vyeira trabalha com a raça durante 40 anos. Ele explica que a “longevidade, docilidade e rusticidade, são os três pilares da raça. É uma raça rústica que comia o que a natureza oferecia”. Além dessas características o zootecnista, Geraldo Magela Cortes Carvalho, reforça que a raça Curraleiro Pé-duro é rara. “Nós temos quatro no Brasil: o Curraleiro Pé-Duro, o Caracu, o Crioulo Lageano e o Pantaneiro. Todas as outras foram extintas, nós tínhamos 12 raças há 50 anos atrás. Então a Embrapa e algumas universidades, entre elas a Uniube, estão organizando uma rede de pesquisa para caracterizar, conservar e dar uso a esses animais. E a raça tem muito a oferecer, tanto pura, quanto em cruzamento, graças as adaptabilidades aos ambientes brasileiros”, esclareceu o zootecnista.

De acordo com o coordenador do PPGSPAT, professor Dr. Álvaro Ferreira Júnior o evento é de extrema importância para a pesquisa na Universidade. “Nós reunimos aqui pesquisadores da Uniube, da Universidade Federal de Uberlândia, da Embrapa Cernagen, da Embrapa Meio-norte Piauí, alunos de mestrado, iniciação científica, graduandos e produtores rurais. A ideia é a divulgação da raça para a produção, para a pesquisa, visando a perpetuação da espécie, protegendo essa raça da extinção”, informou o coordenador.  

O Pró-reitor de Pesquisa, Pós-graduação e Extensão da Uniube, professor André Fernandes, destacou a importância de reuniões como esta para o desenvolvimento de pesquisas tanto de alunos de graduação, como pós-graduação. “Essa parceria, entre uma instituição privada, que é a Uniube, com a maior empresa de pesquisa do Brasil, que é a Embrapa, é fundamental para o desenvolvimento dos nossos alunos”, finalizou.


http://revelacaoonline.uniube.br/conteudo2.php?p=4&m=&c=1040


TRABALHE CONOSCO      SEJA PARCEIRO      CONTATO

Receba novidades no seu e-mail

Missão: "Promover o ensino e a geração de conhecimento, formando o profissional compromissado com uma sociedade justa."


 Teleatendimento


Presencial: 0800 34 3113
EAD: 0800 940 2444



Campus Centro
Av. Guilherme Ferreira, 217
Bairro Centro
38.010-200 - Uberaba/MG

CNPJ - 25.452.301/0001-87


Campus Aeroporto
Av. Nenê Sabino, 1801
Bairro Universitário
38.055-500 - Uberaba/MG

CNPJ - 25.452.301/0002-68


Campus Rondon
Av Rondon Pacheco, 2000
Bairro Lidice
38.408-343 - Uberlândia/MG
CNPJ 25.452.301/0008-53


Campus Gestão e Direito (UGD)
Av. Marcos Freitas Costa, 1041
Bairro Daniel Fonseca
38.400-328 - Uberlândia/MG

CNPJ - 25.452.3001/0004-20

1996 - 2017 - UNIUBE - Todos os direitos reservados
Desenvolvido   
pela